Uma coisa muito comum, que acontece com frequência na vida das pessoas é começar a trabalhar em empregos “normais” pela necessidade da vida de se sustentar e descobrir que quer ser desenvolvedor web (front-end, back-end ou full stack).

Porém uma equação simples não se resolve: Preciso do dinheiro que ganho mas não gosto do emprego, preciso trabalhar com o que gosto que é desenvolvimento.

Só que para trabalhar com desenvolvimento é preciso aprender várias tecnologias e ferramentas que exigem muito tempo, então acaba sendo sempre um “quando eu tiver tempo aprendo” ou “nas férias” e sabemos que dificilmente isso acontece.

Falo isso pois já trabalhei em coisas aleatórias como telemarketing, indústria, etc, e sempre quis trabalhar com web. Vou deixar algumas dicas que me ajudaram muito a mudar de carreira pra ser um desenvolvedor web:

Dica 1

As coisas começaram a mudar pra mim quando eu determinei que pelo menos 1 hora do meu dia iria abrir mão de me “divertir” na internet e iria aprender sobre a área web.

No primeiro mês já deu pra aprender HTML e um pouco de CSS, então já dava pra brincar criando aqueles layouts de treino. No segundo mês em diante as coisas começaram a melhorar e chega uma hora que você já começa Javascript e acaba “aprendendo” de fato a desenvolver.

Dedique 1 horinha do seu dia a noite depois de seu trabalho e acumule conhecimento sobre desenvolvimento web e você vai ver que em poucos meses já saberá algo bem legal.

Dica 2

Comece literalmente do começo: Não tente já começar desenvolvendo interfaces complexas “repetindo” o que o professor faz no vídeo (como ensinam por aí). Comece entendendo como o HTML funciona, como a WEB funciona, quais as tags do HTML e tudo mais.

Não tente pular etapas já indo pra construção de layout sem primeiro entender BEM o funcionamento das tags do HTML, as propriedades do CSS, assim como o conceito de cascata, herança e especificidade.

O mesmo serve para programação, tente entender a lógica de programação BEM, variáveis, estrutura de dados, condicionais, etc.

Dica 3

Faça exercícios! Não adianta apenas ler ou ver vídeos sobre desenvolvimento web e não treinar! Procure por exercícios de desafios, pois quebrar a cabeça tentando resolver problemas cria uma das habilidades mais importantes para um desenvolvedor web, a de resolver problemas.

Dica 4

Converse com desenvolvedores! Participe de grupos de pessoas ligadas a área, frequente eventos, discuta em fóruns, pergunte em grupos de Facebook, enfim… Você precisa interagir com as pessoas da área seja back-end ou front-end. Isso gera muita motivação pois você vai se sentir incluído naquela realidade, vai entender as dores da profissão, as coisas boas e tudo mais.

Dica 5

Não desmotive! É totalmente normal no início termos altos e baixos. Num dia conseguimos aprender bem uma linguagem, ferramenta ou alguma coisa da área, mas vão ter dias que as coisas não vão dar certo. Continue FIRME aprendendo cada dia um pouquinho mais da área e um dia você vai ser um desenvolvedor web.

Dica 6

Escolher um BOM curso de desenvolvimento web é um atalho INCRÍVEL. Assuntos que você quebraria cabeça pesquisando em vários lugares, um bom curso te traz de maneira fácil! Te dá um caminho bem facilitado pra dominar as linguagens.

Te aconselho conhecer o Pacote Full Stack que é comprovadamente o maior e mais completo curso de programação da internet. Com mais de 1500 aulas e mais de 150 projetos práticos te prepara pra ser um desenvolvedor completo, back-end e front-end pronto pra entrar no mercado e ganhar tranquilamento mais de R$ 5 mil. Conheça ele clicando aqui.